quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Condição



Eis que hoje acordei tão calado
Sem sorriso, de lábio colado
Mas em paz, sem qualquer aflição

Você vai me notando de lado
E percebo que esse meu estado
Não lhe agrada, lhe rouba atenção

Ao sentar-se contigo esta mesa
Já me surge na mente a certeza
Quer saber se isso é solidão

Tão cansado por ser questionado
Te respondo num tom gaguejado
Que calar pode ser condição

...

Por favor, passa a faca e o pão?

E assim vai seguindo a canção...

video

Confira acima o clipe e a canção.

10 comentários:

Nahiana disse...

É isso que me deixa admirada! A beleza de um poema como este, capaz de encaixar perfeitamente em situações da nossa vida!
Acontece! Tem dia que a gente está de bem com a vida mas sem nenhuma vontade de abrir a boca! É tão fácil e simples que algumas pessoas que estão por perto não entendem e começa a criar suposições... pra que? Quem disse que para tudo tem uma explicação?
O que realmente importa é como estamos por dentro. E do nosso mais íntimo interior cabe a nós mesmos decidir se queremos ou não compartilhar o turbilhão de emoções!

Adorei a 'Condição'! É de uma profundidade e clareza que só quem já sentiu assim poderá viajar nas palavras tão bem misturadas!

Claudio R. disse...

Amei! Amei e Amei! Sem mais, Calo-me.

Nahiana disse...

Só para constar, hoje acordei exatamente assim.

emiliana disse...

Perfeitooooo

@ByLuizHenrique disse...

Tem dias que é bem assim, o que são realmente seus amigos, notam quando você esta diferente. Lindo o poema! Parabéns! ^^

Dani Maria disse...

O passar um tempo sem falar, é uma tentativa de nos desvencilharmos do poder das palavras, de parar de nos asfixiar... De nos libertar de nossos mantras sufocantes...

Belo poema, bela canção! ;)

Claudia disse...

Lindooo.... esse poema, hj estou sencivel, emoção aflorada... coisa de momento.... coisa de coração, coisas de mulher!!! parabéns pela sua arte movida em palavras! T gosto de montão! bjos

Sonia Martendal disse...

vi no facebook por esses dias uma frase q traduz um pouco o sentimento de quem percebe o outro 'em estado de silêncio':
"As palavras machucam, mas o silêncio tortura!"
acredito que é por isso que situações como esta do poema ainda ocorram, especialmente entre pessoas que compartilhem sentimentos, preocupem-se com as outras, etc..porque somente baseado nesse tipo de relação interpessoal se pode conviver a ponto de perceber o estado de espírito de quem está do lado (se a pessoa está 'no seu normal', triste, acanhada, etc). Vale a preocupação, quando é baseada no amor e no cuidado; não quando é fundamentada exclusivamente na curiosidade pura.

Daniele disse...

Incrivelmente perfeito....

Priscila Lopes Franco disse...

Perfeito para uma canção! O sr e seus textos são grandes!! Bjs